O samba rock solidário da equipe Transa Chic


A frase “Alimenta os necessitados e agasalha-os, tanto quanto possível, mas, onde estiveres e seja com quem for, salienta qualidades e esperanças, esquecendo chagas e defeitos, para que a beneficência, em tuas mãos, não se pareça com um prato de mel misturado de espinhos.” de Emmanuel, nome dado pelo médium espírita brasileiro Chico Xavier ao espírito a que atribui a autoria de boa parte de suas obras psicografadas, esse espírito era apontado por Chico Xavier como seu orientador espiritual.

Crenças religiosas a parte, a frase acima é usada como um dos lemas pela Abegui, Associação Beneficente Guilhermina Maria de Jesus, que abriga idosos e não idosos moradores de rua.

Bom, o que isso tem a ver com samba rock?
Até a ONG conhecer a equipe Transa Chic, nada!

Para entender melhor é preciso explicar como aconteceu esse encontro. A associação buscou a subprefeitura da região para obter auxílio, porém suas necessidades não foram atendidas como gostariam. Por sorte, Marcelo Azimuth, da Azimuth Produções Artísticas, estava no mesmo local e pode ouvir o pedido de ajuda da Abegui, na mesma hora teve a idéia de propor um baile nostalgia beneficente em prol dos ideais da associação. A data escolhida foi o dia 08 de agosto, onde a equipe Samba Rock Na Veia esteve presente apoiando o evento e registrando a presença do público fazendo suas doações ao comprar os ingressos para entrar no baile e também contribuindo com alimentos como podemos ver na foto abaixo.


Foto: Clóvis Silva

Figuras dos bailes como a Galera do Passinho, que agita as pistas de dança com um vasto repertório de passos ensaiados e contagiantes; Rose Zan, conhecida promoter dos bailes nostalgia, apoia diversos projetos ligados a cultura do vinil e além disso integra a equipe do evento Janga+Ação entre outros.

Timidamente as pessoas compareceram à festa, pensamos até que muitas não abraçariam a causa, mas para a felicidade coletiva, o baile recebeu sim um bom público em pleno domingo, data pouco comum para os bailes nostalgia, pior ainda, no Dia dos Pais. Realmente foi um ‘tiro no escuro’ dado pela organização da festa que acertou em cheio no seu objetivo.


Foto: Clóvis Silva

Comparecemos principalmente por acreditar que o samba rock tem papel importante nos bailes, ainda mais quando existe uma causa maior como a de simplesmente proporcionar lazer às pessoas.

Parabéns!

Samba rock é cultura, passe adiante.
Samba Rock Na Veia

+ Não há comentários até o momento

Adicionar o seu