Paula Lima carimba seu balanço no CCJ


Pessoas que curtem boa música e alto astral merecem e precisam estar em locais assim: Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, localizado no extremo norte da cidade de São Paulo, mais precisamente na Vila Nova Cachoeirinha, na presença da diva Paula Lima.

Marcado para começar às 19h30, o show teve um atraso de pouco mais de 40 minutos. Isso já seria motivo para deixar muitos insatisfeitos, mas o local já estava contaminado pela ansiedade de ver a maior representante da música negra brasileira. Perguntados sobre o porque do atraso, a equipe de produção do CCJ não soube informar o motivo na demora da entrada, porém como disse, isso em momento algum apagou o brilho do espetáculo.


Paula Lima em show no CCJ – Foto: Samba Rock Na Veia

O show começou com a música “Quero ver você no baile” e seguiu com os sucessos consagrados do seu último e atual trabalho “Sambachic”. O público de mais de 300 pessoas, que poderia ter sido maior se não fosse as limitações do espaço, não parou de dançar desde o primeiro minuto. Mais ao fundo os amantes do samba rock souberam esperar as músicas com a levada do ritmo para então trançar os braços na voz da Diva.


Paula Lima convida pessoas da platéia para subir ao palco – Foto: Samba Rock Na Veia

Tudo ia bem e ficou ainda melhor quando a cantora inovou na interação com o público, digo isso porque nos últimos shows não presenciei o que vi no CCJ. Primeiro ela convidou ao palco uma senhora moradora da região que subiu e sambou ao lado da Diva. O mesmo convite foi feito para uma jovem que repetiu o desempenho da primeira convidada. Convites especiais tão quanto o de Max BO, último apresentador do programa Manos e Minas que segundo ele mesmo o programa voltará às telas da TV Cultura em breve. O Mc chegou e surpreendeu o público com suas rimas como era de se esperar, comprovando toda sua competência em ligar frases umas nas outras fazendo todos vibrarem. Antes de Max sair do palco a cantora ‘abusou’ e pediu que ele mostrasse mais um pouco do seu talento, e o mano novamente representou o movimento Hip Hop e dessa vez envolveu Bocão fazendo referências à escola de samba do qual o percussionista é mestre de bateria.


Max BO e Paula Lima – Foto: Samba Rock Na Veia

Engana-se quem pensa que as surpresas pararam por aí, a cantora ainda aprontou mais uma e disse assim, com essas palavras “estou com vontade de descer do palco e cantar aí embaixo com vocês”, o público nem precisou chamar para a cantora se juntar ao público e dalí mandar mais um sucesso, totalmente inusitado.

Antes de se despedir a cantora fez o convite do próximo show no dia 24/11 que você verá divulgado aqui no site e pra surpreender novamente o público, ela convidou duas crianças para subirem ao palco e lá ficaram até que a cantora saísse de cena deixando todos com o desejo de ‘fica mais negra linda’.


Paula Lima cumprimenta o público no início do show – Foto: Samba Rock Na Veia

A equipe Samba Rock Na Veia agradece a produção do CCJ que nos recebeu muito bem.

Um abraço, Nego Júnior.

Samba Rock Na Veia
Arte, lazer e cultura com a levada do samba rock

1 comment

Adicionar o seu

+ Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.