Uma pequena introdução à história do samba rock


Nas décadas de 50 a classe burgessa realizava seus bailes dançando o Rockabilly, um dos primeiros subgêneros do rock and roll, o termo “rockabilly” é um portmanteau de rock e hillbilly, este último uma referência à música country (que costumava ser chamada de música hillbilly nos anos 40 e 50), que contribuiu enormemente ao desenvolvimento do gênero.

Outras influências importantes foram o western swing, o boogie woogie e o rhythm and blues. Podem ser citados como principais expoentes do estilo Chuck Berry, Jerry Lee Lewis, Carl Perkins, Elvis Presley, Bill Halley, Johnny Cash, Gene Vincent, Wanda Jackson, Eddie Cochran e Johnny Burnette.


Fonte: youtube/vdjdirtybeat

A influência e a notoriedade do estilo desvaneceram-se nos anos 60 com o surgimento da invasão britânica e o sucesso da Motown, mas durante o final dos anos 70 e começo dos 80 o rockabilly passou por uma recuperação em sua popularidade que permanece até os dias de hoje, frequentemente vinculada a uma subcultura própria.

Há quem diga que nesse mesmo período os negros da periferia paulistana não podendo frequentar os bailes da classe burguesa, começaram a se organizarem em seus próprios bairros provendo bailes populares, e por consequência disso começaram dançar o que depois foi nomeado samba rock, inserindo giros e trançadas de braços que ao longo do tempo foram ganhando novos passos cada vez mais plásticos.


Foto: reprodução

O jeito singular e brasileiro de fazer música ao misturar o samba com rock colaborou mais ainda para esse movimento crescesse durante décadas alcançando gerações. Os maiores responsáveis por essa permanência do gênero foram os Dj´s que sempre tocavam em suas pickup´s nos bailes nostalgia mantendo acessa a chama.

Gostaram? Então curtam, compartilhem e ou faça o seu comentário.

Samba Rock Na Veia
Arte, lazer e cultura na levada do samba rock!

+ There are no comments

Add yours